Skip to content Skip to footer

Como fazer a transição do Universal Analytics para o GA4?

Passo a passo transição do Universal Analytics para o GA4

A transição do Universal Analytics para a nova versão, o Google Analytics 4 (GA4), pode ser um desafio! Para facilitar este processo desenvolvemos um passo a passo com tudo o que precisas de fazer no processo de transição do Universal Analytics para o GA4.

Passo 1: Criar uma propriedade do GA4

O primeiro passo é criar uma propriedade do GA4 para o teu site. Existem duas formas de fazer isto:

Opção 1:

A primeira opção é criar uma nova propriedade do Google Analytics. Aceder ao menu, em Administração selecionar a opção Criar Propriedade. E preencher os campos com a informação solicitada.

Passo a passo transição do Universal Analytics para o GA4

Depois de criar a propriedade é necessário selecionar os streams de dados para essa conta (IOS App, Android App ou Website).

Passo a passo transição do Universal Analytics para o GA4

No GA4, quando se adiciona uma stream de dados é possível selecionar a opção Medição otimizada para medir automaticamente algumas interações, sendo que também é possível personalizar as interações que se pretendem acompanhar.

Passo a passo transição do Universal Analytics para o GA4

Para finalizar, é necessário configurar o Google Analytics no teu site ou app.

Opção 2

A outra opção é fazer o upgrade da uma propriedade para a nova versão. No painel Administração selecionar a opção Assistente de Configuração do GA4.

assistente_de_configuração_GA4 (1)

Depois é só clicar em Introdução e de seguida em Criar e continuar na pop-up que vai surgir.

upgrade_universal_analytics_para_GA4 (1)

Uma propriedade do GA4 vai ser criada e a propriedade original do Universal Analytics permanece inalterada.

Existem algumas vantagens em usar esta segunda opção para criar uma propriedade do GA4, por exemplo, as definições básicas do UA podem ser copiadas para a nova propriedade e os dados na nova propriedade são recolhidos com a etiqueta do site existente. Com esta opção também é possível selecionar a medição otimizada, à semelhança do que acontece com a primeiro opção apresentada.

Seja qual for a opção de criação da nova propriedade do GA4 utilizada, a maioria das definições presentes no UA não vão ser migradas para a propriedade do GA4. Depois de criar e configurar a propriedade do GA4 é necessário revisitar todas as definições e procurar alternativas para as configurar no GA4, como vamos ver nos próximos passos.

Passo 2: Identificar os eventos a migrar para a nova propriedade

Para este fazer este passo, recomendamos olhar para todos os eventos que estão a ser monitorizados no UA e selecionar aqueles que realmente estão a ser utilizados. Muitas vezes estão configurados eventos que não são utilizados, desta forma para tornar a migração mais eficiente recomendamos fazer uma lista dos eventos que são realmente relevantes e, portanto, é necessário migrar para o GA4.

Tem em atenção que o GA4 configura alguns eventos automaticamente, então verifica primeiro os eventos que já estão configurados em Configurar > Eventos.

Para a configuração de eventos, recomendamos o uso do Google Tag Manager.

Passo 3: Configurar os objetivos/conversões

O equivalente aos Objetivos no UA são as Conversões no GA4. E todas as conversões são baseadas em eventos.

Isto siginifica que para migrar os objetivos do UA para o GA4, estes precisam de ser eventos. Sendo que no UA existiam os seguintes tipos de objetivos: destino, duração, páginas/ecrãs por sessão e evento.

Os objetivos do tipo de evento são bastante fáceis de configurar no GA4. Basta aceder a Configurar > Eventos e selecionar os eventos que pretendes selecionar como conversões (ou criar um novo evento para depois marcar como conversão caso este ainda não esteja configurado).

Passo a passo transição do Universal Analytics para o GA4

Se os eventos forem do tipo destino é possível marcar a visualização da página de destino como um evento para depois marcar o evento como conversão.

Se o evento for do tipo duração ou páginas/ecrãs por sessão então não existe nenhuma alternativa direta.

Passo 4: Verificar se existem métricas e dimensões personalizadas.

As métricas e dimensões personalizadas funcionam de forma semelhante no Universal Analytics e no Google Analytics 4, no entanto é necessário fazer a migração de uma versão para a outra.

Desta forma deves verificar que métricas e dimensões existem na propriedade de UA para as configurar no GA4.

Para fazer a configuração deves aceder no menu a Configurar > Configurações Personalizadas e depois Criar dimensões personalizadas ou Criar métricas personalizadas.

Passo 5: Migração de Ecommerce.

Tal como muitos outros aspetos, a configuração do ecommerce também não é feita automaticamente. Desta forma, é necessário fazer a migração do tracking de ecommerce para o GA4.

Para te ajudar neste passo consulta o guia do Google Developer.

Passo 6: Verificar outras definições

Existem ainda outras definições que podem também estar associadas à conta de UA e que também precisam de ser migradas para a conta de GA4. 

Para nomear algumas definições que deves verificar se existem na propriedade de UA:

  • Filtros, por exemplo, para excluir o tráfego interno.
  • Medição de vários domínios
  • Referências indesejadas
  • Agrupamento por Conteúdo
  • Audiências

Passo 7: Associa a tua propriedade de GA4 a outras ferramentas.

À semelhança do Universal Analytics, também é possível linkar o GA4 a outras ferramentas.

No Universal Analytics, acede a Administração e na secção Propriedade acede a todos os produtos para ver que ferramentas estão linkadas com o Analytics.

Depois no GA4, aceder a Administração e na secção Propriedade aparece uma lista das ferramentas que podes linkar, é só clicar nas que pretendes configurar.

linkar_GA4_outras_ferramentas (1)

Passo 8: Rever

Agora é necessário rever todos os itens para detetar possíveis erros.

Recomendamos verificar todas as etapas para garantir que a migração está completa.

Por fim, devem também ser recolhidos dados durante uma ou duas semanas e cruzar dados para garantir que o GA4 está configurado corretamente.

Nota: uma ligeira diferença (até 5%) é normal, não sendo por isso motivo de preocupação. Se for verificada uma diferença superior, então é necessário verificar se a configuração está correta.

Passo 9: Arquivar os dados do UA

Agora que a mudança para o GA4 está concluída, é altura de arquivar os dados presentes na propriedade do UA, pois o Google vai eliminar os dados a 1 de Janeiro de 2024.

Desta forma, é necessário analisar se existe informação no UA que é necessário guardar para uso futuro e proceder à exportação desses dados.

Resumindo…

A transição para o Google Anlaytics 4 é complexa e demorada, portanto deve ser feita o quanto antes! Com este passo a passo não fica nenhum detalhe para trás.

Se precisares de ajuda adicional para fazer a transição, a Drivenly pode ajudar!

Precisa de ajuda com a transição para o GA4?
Contacte-nos sem compromisso.

    × hit us up