Skip to content Skip to footer

Guia: E-commerce nas Redes Sociais

Guia: E-commerce nas Redes Sociais

Vender diretamente nas redes sociais é uma tendência em crescimento! De acordo com um estudo da Statista, é expectável que as vendas nas redes sociais em todo o mundo tripliquem até 2025! Desta forma, as redes sociais estão a tornar-se um importante canal de vendas no qual as marcas devem investir. Neste guia vamos explicar como funciona, como usar e como otimizar e-commerce nas redes sociais.

Porquê investir em e-commerce nas redes sociais?

E-commerce nas redes sociais torna o processo de compra mais fácil e conveniente, pois elimina o atrito das experiências de compra online que começam nas redes sociais, como sites de lojas online com carregamento lento ou jornadas de compra complexas. Isto é especialmente importante porque as pessoas descobrem produtos de que gostam nas redes sociais e, de acordo com dados da Statista de 2021, 11% dos utilizadores das redes sociais fizeram uma compra online imediata após descobrir um produto.

78% dos consumidores afirmam que as publicações nas redes sociais das marcas influenciam as suas compras. Desta forma, uma das vantagens mais significativas de e-commerce nas redes sociais é o envolvimento e alcance que as empresas podem obter quando partilham conteúdo: ao mesmo tempo que promovem os seus produtos nas redes sociais, desenvolvem também uma relação próxima com a audiência. Além disso, os utilizadores também podem ler avaliações, comentários e opiniões de clientes nas redes sociais. Ao utilizar estes canais, as marcas têm a oportunidade de se aproximarem dos seus clientes em potencial e aumentar a lealdade dos clientes.

Por fim, ao usar e-commerce nas redes sociais, as marcas também podem analisar facilmente os resultados, pois as redes sociais fornecem métricas para impressões, alcance e engagement. O acesso a estes dados ajuda ainda na personalização, pois é possível estudar e entender melhor a audiência e partilhar o conteúdo certo para otimizar os resultados.

Quais redes sociais têm a opção de e-commerce?

O e-commerce está atualmente disponível no Facebook, Instagram, TikTok e Pinterest. Mas como este tipo de e-commerce está em crescimento, é provável que outras plataformas adicionem esta opção. Por exemplo, o YouTube já anunciou o lançamento das suas próprias opções de e-commerce.

Facebook

Com 2.936 bilhões de utilizadores ativos, o Facebook é a maior rede social do mundo, tendo por isso imenso potencial para aumentar a notoriedade da marca, alcançar clientes e impulsionar as vendas.

É possível vender produtos diretamente no Facebook através da criação de uma loja, um processo bastante simples. Primeiro, é necessário criar uma Página Comercial no Facebook. Depois, é só aceder ao Gestor de Comércio para configurar uma loja no Facebook e, em seguida, já é possível adicionar produtos, criar catálogos e personalizar o design da loja.

Instagram

50% dos utilizadores do Instagram seguem pelo menos uma marca no Instagram, isto representa uma grande oportunidade para as marcas que investem em e-commerce nesta rede social.

A Loja do Instagram está diretamente ligada à Loja do Facebook, desta forma, o primeiro passo para criar uma loja no Instagram é conectar a conta comercial de Instagram à conta comercial do Facebook. De seguida, é possível criar um novo catálogo de produtos ou fazer o upload de um catálogo existente.

Depois da configuração da loja, os utilizadores podem descobrir e comprar os produtos de uma marca na aba “Loja” no Instagram. Sendo ainda possível adicionar etiquetas dos produtos nas publicações. Visto que o Instagram é uma plataforma visual, é possível fazer uso da criatividade para promover os produtos.

Pinterest

Com 433 milhões de utilizadores ativos em todo o mundo, o Pinterest é outra plataforma com um alcance enorme que oferece a opção de vender diretamente na sua app.

O Pinterest é uma rede social que funciona como um motor de pesquisa visual, ou seja, o resultado de pesquisa são imagens. Isto representa uma oportunidade para as marcas, pois podem criar pins atrativos para vender os seus produtos e estes vão aparecer para os utilizadores quando estes estão interessados, pois pesquisaram sobre os produtos.

Para vender no Pinterest, é necessário ter uma business account, conectar a loja online com o Pinterest e depois já será possível criar pins de produtos.

TikTok

Com 1 bilhão de utilizadores ativos, o TikTok continua a crescer e alcançar novos utilizadores. Desta forma, é uma plataforma atrativa para as marcas investirem.

O TikTok fez uma parceria com o Shopify para oferecer opções de e-commerce na própria app. Desta forma, apenas lojas no Shopify têm disponível a opção de loja no TikTok. Sendo também necessário ter uma business account no TikTok.

Se uma marca preenche estes requisitos, então poderá adicionar uma aba para a loja no seu perfil de TikTok e criar uma vitrine virtual para os utilizadores da app.

Como otimizar uma loja nas redes sociais?

Depois de configurar uma loja nas redes sociais, é muito importante pensar em como otimizar a loja de forma a alcançar mais potenciais clientes e impulsionar as vendas. Estas são as nossas principais sugestões para otimizares a tua loja:

1. Incentivar a compra com ofertas especiais.

Incentizar as pessoas a comprar com promoções ou outras ofertas  não é uma nova estratégia de marketing. No entanto, pode ser especialmente bem-sucedida nas redes sociais pois a maioria dos compradores nas redes sociais agem por impulso. Desta forma, uma oferta especial pode aumentar significativamente as vendas nas redes sociais.

2. Ter em atenção palavras-chave e descrições.

Os produtos devem ter uma descrição cativante e que inclua todas as informações que os utilizadores precisam para tomar a decisão de compra. Ao mesmo tempo, as descrições devem incluir palavras-chave, de forma a permitir que os utilizadores encontrem os produtos através das suas pesquisas.

3. Utilizar imagens de qualidade dos produtos.

As boas práticas de e-commerce também se aplicam a e-commerce nas redes sociais. Uma delas é imagens de produtos com boa qualidade, que permitem aos utilizadores ver perfeitamente o produto que estão a considerar comprar. Boas imagens não influenciam apenas a decisão de compra dos utilizadores, mas aumentam também a satisfação dos clientes.

4. Criar catálogos para agrupar produtos.

Certifica-te que é fácil navegar e explorar os produtos da tua loja ao separares os produtos em diferentes catálogos. Desta forma é mais fácil os utilizadores encontrarem os produtos que eles estão à procura. Não te esqueças que uma das vantagens de vender nas redes sociais é a facilidade do processo de descobrir e comprar produtos, desta forma é necessário garantir que é fácil, rápido e intuitivo comprar na tua loja. 

5. Adicionar etiquetas de produtos no teu conteúdo orgânico.

Não nos podemos esquecer que os utilizadores não usam as redes sociais com o intuito direto de fazer compras, mas principalmente para consumir conteúdo de acordo com os seus gostos. Desta forma, deves adicionar etiquetas de produtos ao conteúdo da tua marca. Podes ainda otimizar a performance destas publicações criando conteúdo creativo, visualmente apelativo e com um copy cativante.

6. Promove conteúdo com etiquetas de produto. 

Após publicares conteúdo com etiquetas de produto no Facebook e Instagram é possível promover esse conteúdo. Ou então podes criar anúncios com etiquetas de produtos diretamente no gestor de anúncios. No Pinterest, também é possível promover pins de produtos. Isto significa que é possível criar anúncios na redes sociais para vender diretamente os produtos.

7. Estabelece parcerias com influencers.

As redes sociais são plataformas muito utilizadas por influencidores. Tira partido deste facto e faz parcerias com influencers para divulgarem a tua loja. Se escolheres os influenciadores certos, estas parcerias vão aumentar o alcance da tua loja, pois esta será apresentada a novos clientes em potencial que podem ainda não conhecer a tua marca.

Resumindo…

As lojas nas redes sociais são uma plataforma poderosa pra as empresas impulsionarem as suas vendas. Ao investires em e-commerce nas redes sociais, estás a tornar o processo de compra dos teus produtos mais fácil: na mesma plataforma, aumentas a notoriedade, o envolvimento com os teus clientes e vendes os teus produtos. Adicionalmente, criar uma loja nas redes sociais é um processo simples e rápido.

× hit us up